sábado, 22 de julho de 2017

FORMATURA

Valeu a pena? Sim, valeram a pena os dias de angústia, de cansaço, de tédio e exaustão. Valeram a pena todos os passos pelo caminho traçado. Cada momento vivido nessa louca correria em busca de um objetivo em comum, valeu a pena.
E agora que não mais irão de mãos dadas e juntos continuar a jornada de suas vidas? E agora que deixam, para também seguirem seus caminhos, os companheiros de longa data? E agora que a estrada se estende ao longe até se perder de vista? Caminhemos.
Navegar é preciso. Não podemos esquecer que, embora a alegria do presente exista, o futuro reserva outras a mais. Se antes a força do conjunto amparava as quedas, hoje estão preparados para aguentar as tramas da vida. Deixar para trás momentos plenos de união e companheirismo é doloroso, mas não podemos nos estagnar no tempo. É necessário seguir em frente, buscar nossos objetivos com muito esmero e dedicação, para encontrar o novo.
A amizade de tantos anos fica, assim como o respeito e as boas lembranças jamais serão esquecidas. O tempo não para e precisamos dar continuidade à vida. Nossos meninos, outrora indefesas crianças, agora estão diante do seu próprio tempo e suas escolhas hoje refletirão o amanhã.
Esta noite é especial para todos nós, professores, pais e amigos. Esta é a noite em que confirmamos que o esforço feito em prol de uma boa educação para nossos meninos valera realmente cada gota de suor, cada lágrima, cada sorriso na construção do caráter de cada um desses alunos da maior escola de todas, a vida.
O momento da formatura não é somente uma festa em homenagem a primeira de muitas conquistas, mas também marca um rito de passagem, quando a criança toma consciência do que é o estar no mundo e se prepara para a interação com ele.
Este é um dia especial para todos nós pela alegria desta etapa concluída com êxito, da perspectiva para o caminho vindouro. Não chegaram ainda ao fim, pois a jornada é longa, mas temos a certeza de que o caminho futuro reserva gratas surpresas.
Por isso afirmo a vocês: sim, valeu muito a pena.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Inclusão é tema de oficina ministrada na Biblioteca Municipal de Olimpia


Inclusão é tema de oficina ministrada na Biblioteca Municipal
Cerca de 40 profissionais da educação da Estância Turística de Olímpia e da região participaram, nessa semana, de uma oficina sobre leitura inclusiva. O curso “Estratégias para Valorização da Diversidade, Promoção da Acessibilidade e Liderança Inclusiva em Bibliotecas” foi realizado na Biblioteca Municipal do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEUs), no Jardim Luiza. Estiveram presentes professores de Bauru, Tabapuã, Catiguá, Uchoa e Jaboticabal, que foram recebidos pela diretora de Cultura, Tânia Gottardi.

A capacitação gratuita, que incluiu palestra, atividades em grupos e debates, foi ministrada pela pesquisadora e consultora em Acessibilidade e Inclusão, Renata Andrade. Durante o curso, foram abordados diversos temas como a Lei Brasileira de Inclusão. “A inclusão é, na verdade, um processo em que cada pessoa tem a oportunidade de desenvolver individualmente suas potencialidades e, assim, contribuir como cidadão para sua comunidade. Uma sociedade inclusiva, ou seja, que oferece condições igualitárias para todos os indivíduos, tende a ser uma sociedade mais desenvolvida e melhor para todos”, afirmou a palestrante.

Segundo Renata, a inclusão é construída a partir da valorização da diversidade e da promoção da acessibilidade. “Isso significa acolher e reconhecer a importância das diferenças e eliminar barreiras que dificultem ou impeçam a plena participação de todas as pessoas sem exceção. Isso inclui a escola e a biblioteca. O que podemos fazer para facilitar a vida dessas crianças? Como devemos trabalhar com esses alunos. O que oferecer a eles?”, acrescentou.

A ação foi desenvolvida pela Prefeitura da Estância Turística de Olímpia em parceria com o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo (SisEB) com o objetivo de estimular e apoiar as bibliotecas públicas do Estado de São Paulo na democratização do acesso à informação, ao livro e à leitura.
“Olímpia está de parabéns. O governo municipal fez a parte dele oferecendo esse evento aos professores. Parabéns também aos participantes que aqui estão, que se envolveram e se dedicaram”, finalizou a especialista.

Segundo a bibliotecária olimpiense, Maria do Carmo Kamla Passi, a adesão ao curso surpreendeu. “Abrimos 30 vagas e recebemos quase 40 inscrições. Isso nos motiva a continuar inscrevendo Olímpia nos programas do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São Paulo”, completou.

terça-feira, 18 de abril de 2017

18 DE ABRIL — DIA NACIONAL DO LIVRO INFANTIL

O Dia Nacional do Livro Infantil é comemorado em 18 de abril. A data foi escolhida em homenagem a Monteiro Lobato.

Você sabia que no dia 18 de abril é comemorado o Dia Nacional do Livro Infantil? A data não foi escolhida ao acaso: trata-se de uma justa homenagem a Monteiro Lobato, escritor que, como poucos, dedicou-se à literatura infantil no Brasil.
O Dia Nacional do Livro Infantil foi instituído em 2002, ano em que foi criada a Lei 10.402/02, registrando a data de nascimento de Monteiro Lobato como o dia oficial da literatura infantojuvenil. Escritor vinculado ao Pré-Modernismo brasileiro que contribuiu com obras célebres para o público adulto, Lobato deixou também um enorme legado para a literatura infantojuvenil, já que mais da metade de seus livros era dedicada a esse público. Sua primeira história infantil, A menina do narizinho arrebitado, foi publicada em 1920, e o sucesso do livro fez com que outros tantos surgissem, imortalizando as personagens Dona Benta, Pedrinho, Narizinho, Tia Nastácia, Emília, o Visconde de Sabugosa, entre outros, que posteriormente seriam eternizados no famoso programa de TV produzido no final dos anos 1970 até meados dos anos de 1980 e retomado no final dos anos de 1990 até meados dos anos 2000.
Monteiro Lobato foi o primeiro escritor da literatura infantojuvenil a perceber a necessidade de inserir nas histórias para as crianças e os jovens elementos da cultura nacional, como os costumes do povo do interior e as lendas de nosso folclore. Fez isso de maneira única, combinando a identidade brasileira aos elementos da literatura universal, como a mitologia grega. Foi também o precursor da literatura paradidática, cuja principal característica é permitir que a criança aprenda enquanto brinca e lê.
Nascido em Taubaté, estado de São Paulo, no dia 18 de abril de 1882, Monteiro Lobato transformou-se em “gás inteligente” — definição bem-humorada que costumava dar à morte — no dia 04 de julho de 1948. Durante seus 66 anos de vida contribuiu intensamente para a literatura brasileira, transformando-se em referência no assunto. Para celebrar o dia da literatura infantojuvenil, escolha um dos vários títulos de Lobato e boa leitura!
Títulos da literatura infantojuvenil de Monteiro Lobato:
1 – Reinações de Narizinho;
2 – Viagem ao céu e O Saci;
3 – Caçadas de Pedrinho e Hans Staden;
4 – História do mundo para as crianças;
5 – Memórias da Emília e Peter Pan;
6 – Emília no país da gramática e Aritmética da Emília;
7 – Geografia de Dona Benta;
8 – Serões de Dona Benta e História das invenções;
9 – D. Quixote das crianças;
10 – O poço do Visconde;
11 – Histórias de tia Nastácia;
12 – O Picapau Amarelo e A reforma da natureza;
13 – O Minotauro;
14 – A chave do tamanho;
15 – Fábulas;
16 – Os doze trabalhos de Hércules (1º tomo);
17 – Os doze trabalhos de Hércules (2º tomo).

Por Luana Castro
Graduada em Letras

sexta-feira, 24 de março de 2017

Curso Livre de Teatro para Crianças

Curso de Teatro
Ensina noções básicas da técnica física e vocal do ator e análise de personagens e desenvolve, no participante, sua percepção espacial, temporal, rítmica e sonora, para a representação de situações dramáticas.
O curso desenvolve habilidades como concentração, coordenação, autoconfiança, segurança e agilidade, visando aprimorar a presença cênica do aluno.

Admiro a Terra!

Admiro a terra, quero-a, sempre gostei dela. Sempre me senti feliz por estar vivo: apesar da guerra, das más notícias, não sou capaz de matar em mim a simples alegria de viver.

MESTRE SALA CARNAVAL 2017


Em 2017 tive a oportunidade de desfilar como Mestre Sala na Escola de Samba Unidos da COHAB de Olimpia. Uma grande honra e muita emoção! Agradeço a diretoria da escola pelo Convite.

CARACTERIZAÇÃO ELVIS

Este cover tem atuação marcante no interior paulista.